Planejador de rota

TMS de transportes: o que é e como utilizar em sua operação?

Você trabalha no setor de logística? Então sabe muito bem quais são os desafios e as dificuldades da área de transporte de cargas, não é mesmo? Nesse caso, você precisa conhecer o TMS de transportes. O sistema pode melhorar a qualidade e a eficiência do processo de distribuição de uma cadeia de logística.

Aliás, são tantas informações, como demandas, valores, datas e eventuais problemas com os caminhões nas estradas. Fica realmente muito complicado monitorar tudo através de planilhas de Excel e livros de controle. Mas então como fazer para melhorar o controle de suas operações e deixar tudo o mais organizado possível? 

Bem, a resposta é simples, e vamos apresentá-la agora mesmo. Confira o conteúdo a seguir e saiba como o TMS de transportes pode ajudar.

O que é TMS de transportes?

Antes de mais nada, vamos entender o que é o TMS. A sigla TMS significa Transportation Management System, ou Sistema de Gerenciamento de Transportes.

Ou seja, trata-se de um software que gerencia por completo o processo de uma cadeia logística de transportes. Com ele, é possível visualizar e controlar as operações de forma integral, tornando o serviço mais simples, rápido e seguro. Além disso, é possível reunir muitas operações de uma só vez, agrupando várias atividades. Por exemplo: 

  • Emissão de conhecimentos e manifesto de cargas.
  • Visualização de embarques, entregas e coletas.
  • Cadastro de tarifas e taxas.
  • Posição das entregas e controle das operações. 
  • Controle das cargas e relatório em tempo real das entregas. 
  • Visualização do faturamento e prazo médio do recebimento. 
  • Controle financeiro de sua transportadora.

Dessa forma, não podemos deixar de salientar o auxílio indispensável que o TMS de transportes proporciona. Um deles consiste na diminuição de erros humanos nas operações logísticas. 

Como resultado, é possível centralizar todas as operações num único lugar. Isso garante mais eficiência, produtividade e qualidade no serviço prestado. 

Funcionalidade de um TMS de transportes 

O TMS de transportes tem como principal função interligar todos os processos da cadeia logística utilizando módulos independentes. Como resultado, a empresa ganha uma escalabilidade muito maior da ferramenta, garantindo ao cliente novas funcionalidades conforme as necessidades dele.

Através do TMS de transportes, é possível ter acesso a alguns recursos interessantes. Veja a seguir.

  • Roteirização logística: trata-se do principal controle nas operações de logística, e é de suma importância. Planejar rotas não serve apenas para otimizar o roteiro de seus motoristas, mas também para economizar em quilometragem e combustível.
  • Controle de fretes de terceiros: visto que é comum que sejam contratados fretes terceirizados, o TMS ajuda a controlar e organizar informações referentes ao parceiro. 
  • Operação: consiste no controle do transbordo, impedindo as perdas de produtos. Está relacionado ao monitoramento de coleta e ao rastreamento logístico de cargas. 
  • Custos: custeie todas as suas operações e manutenções dentro do TMS. 
  • Suprimentos: o TMS tem também o intuito de gerenciar os seus suprimentos. Ajuda a contabilizar e a controlar os produtos nas próprias oficinas, bem como as compras e as requisições. 
  • Rastreamento: através do GPS, o cliente e a transportadora conseguem rastrear qualquer entrega em tempo real, com total controle da frota. Em outras palavras, o cliente é informado com exatidão de onde determinada entrega está. 
  • Faturamento de transporte: realize requisições de transporte, registros de notas fiscais e cadastros de clientes, fornecedores, taxas e tarifas. 
  • Controle de estoque: tenha gerência de todos os produtos, dos pedidos, das compras e das movimentações. 
  • Auditoria de fretes: é outra atividade muito importante para as operações de logística. Efetue, no sistema, auditorias de fretes que normalmente são feitas manualmente.

Com o TMS, é possível tornar todos esses processos automatizados. Assim, aumenta-se a eficiência da conferência, enquanto os erros são diminuídos. No entanto, é importante conhecer a ferramenta, pois cada sistema de TMS entrega certas vantagens para seus clientes. Ou seja, alguns são bem mais completos que outros.

Como escolher e utilizar um sistema TMS?

Primeiramente, antes de escolher o melhor TMS de transportes, você precisa considerar alguns pontos importantes.

  1. Realidade da empresa: o sistema realmente é compatível com o perfil e o tamanho de sua empresa?
  2. Volume de operações: o sistema que você escolheu realmente atenderá ao seu número mensal de entregas? E se porventura a sua demanda aumentar, esse sistema continuará servindo? 
  3. Estrutura: os computadores de sua empresa serão capazes de rodar o sistema TMS de transportes sem travar? Ou qual será o investimento em equipamentos de informática antes de conseguir utilizar o software?
  4. Integração com outros sistemas: o TMS que você escolheu tem compatibilidade de integração com outros sistemas, como emissores, controladores e centrais de monitoramento? 
  5. Suporte: o sistema que escolheu oferece suporte técnico e treinamentos para quem vai utilizar o TMS? Você tem acesso fácil à empresa, em caso de eventuais problemas? 

Em suma, é necessário levar em consideração os pontos acima antes de sair escolhendo qualquer sistema que aparecer. Mas, fazendo tudo com calma, é possível encontrar um bom TMS de transportes, que atenda às suas necessidades.

Conheça a Driv.in

A Driv.in é uma das melhores soluções para quem precisa de um TMS de transportes de qualidade. O software possui uma série de funcionalidades voltadas para logística de transporte e capazes de atender com eficiência empresas de diversos portes. Conheça a Driv.in e fique por dentro de todos os recursos e planos disponíveis agora mesmo!

Alvaro é Engenheiro Comercial. Atualmente atua como o Head da Drivin no Brasil, empresa que oferece uma solução logística SaaS, que permite fazer um planejamento logístico inteligente para empresas com operações de entrega de produtos, impactando diretamente na melhoria no nível de serviço entregue aos clientes e redução dos custos com transporte.