Aprimoramento de rota

Qual é a função de uma torre de controle?

Nada melhor em uma operação logística do que saber exatamente onde cada veículo da frota está, não é mesmo? E que tal poder acompanhar o status do serviço, as coletas, as ocorrências etc.? Ter informação em tempo real desse tipo de processo é muito útil para uma tomada de decisão rápida e assertiva. Uma visão completa desse panorama só é possível com uma torre de controle logístico

A ferramenta propicia maior visibilidade da cadeia de suprimentos e ajuda a gerenciar de forma eficiente o negócio. Além disso, com ela é possível ter vantagem competitiva por meio dos processos controlados. Quer saber mais sobre como funciona uma torre de controle? Confira neste artigo!

O que é torre de controle?

A tecnologia é muito eficiente para melhorar os processos, e com a torre de controle não é diferente. Trata-se de uma central integrada que gerencia todas as informações sobre os processos logísticos.

Ou seja, através da tecnologia os dados são atualizados de maneira automatizada, com rastreabilidade e padronização. Essa funcionalidade permite realizar mais efetivamente algumas atividades, como: 

  • planejar demandas;
  • controlar o status das entregas;
  • enviar notificações;
  • manter indicadores de performance da operação;
  • enviar e receber notificações para a tomada de decisão;
  • resolver rapidamente eventuais problemas.

Para empresas com uma cadeia de suprimentos mais complexa, a torre de controle é bastante eficaz. Ela concentra e analisa os dados para a tomada de decisão e para a resolução de problemas. Num único sistema, é possível identificar gargalos e solucioná-los de forma ágil, criando novas estratégias para o negócio.

Diferença entre torre de controle e central de monitoramento

As duas tecnologias são totalmente complementares. Uma faz o gerenciamento da movimentação de mercadorias; a outra está conectada às informações sobre os percursos dos itens desde o armazém até o destino final (o cliente).

Para explicar melhor, a central de monitoramento recebe as informações relacionadas ao transporte. Ela costuma estar dividida em regiões, com diversas centrais que se reportam à base em que os dados ficam concentrados. Nesse caso, é a torre de controle

Características da torre de controle logístico

Existem três pilares para o funcionamento de uma torre de controle logístico. Somente com eles o planejamento sairá conforme o esperado e alcançará os resultados de acordo com as expectativas do negócio.

No entanto, também é necessário alinhar metas, automação, padronização de processos e acompanhamento de métricas para a eficácia da solução. Confira quais são esses três principais pilares.

Tecnologia

A tecnologia é uma grande aliada de qualquer processo, e na área logística isso também acontece. As soluções servem para dar suporte ao processamento e à coleta de informações. É o caso, por exemplo, de ERP, TMS, sistemas de rastreamento e de comunicação. 

Aliás, todos esses sistemas têm o objetivo de garantir uma visão em tempo real dos processos da cadeia logística. Com tecnologia, os processos são automatizados, otimizando recursos e tempo para que a equipe trabalhe de maneira estratégica e eficaz.

Processos

A torre de controle serve para melhorar os processos, então esse é o pilar principal da metodologia. Com isso, é possível desenhar e aprimorar cada etapa da cadeia logística, propiciando agilidade, eficiência e redução de custos operacionais. Com ela, é possível atender diferentes demandas, como:

  • planejamento logístico;
  • pagamento de faturas;
  • auditoria de fretes;
  • cotações;
  • análise da eficiência de entrega;
  • acompanhamento das cargas.

Para isso, é necessário que diversos sistemas e fontes de informações estejam integrados, garantindo a visão total da operação. Além disso, fica mais fácil para a equipe evidenciar os gaps e conseguir solucionar problemas de maneira rápida.

Pessoas

As pessoas são peças fundamentais para o funcionamento da torre de controle fazer sentido. Aliás, são elas as responsáveis pela análise e pela tomada de decisão a partir de informações e relatórios gerados pelo sistema. Inclusive, uma equipe confiável, bem treinada e focada em soluções faz toda a diferença para uma operação de sucesso. 

Enfim, a torre de controle é uma solução que envolve diversos processos e tecnologias. Esses pilares precisam funcionar em conjunto, de forma integrada. Com isso, os resultados serão excelentes e contribuirão para gerar mais competitividade para o negócio. Gostou das dicas? Então continue acompanhando nosso blog para mais artigos como este.

Alvaro é Engenheiro Comercial. Atualmente atua como o Head da Drivin no Brasil, empresa que oferece uma solução logística SaaS, que permite fazer um planejamento logístico inteligente para empresas com operações de entrega de produtos, impactando diretamente na melhoria no nível de serviço entregue aos clientes e redução dos custos com transporte.