Tendências

Full commerce: a nova era do e-commerce

O que é full commerce? 

Quando falamos em Full commerce, estamos nos referindo a um modelo de gestão que terceiriza toda a operação de um um e-commerce. Esse serviço tem sido bastante utilizado no Brasil e no mundo, já que com ele, o empreendedor pode colocar seu comércio eletrônico a cargo de uma equipe de profissionais. 

Este time fica responsável ​​por garantir o bom funcionamento e gerenciamento integral do seu site, incluindo ações de planejamento, segurança de dados, formas de pagamento, entre outras funções. 

Essa alternativa é muito útil para quem acompanha o crescimento de sua plataforma de vendas on-line, mas já não tem mais tempo para cuidar dela individualmente. 

Full comerce: por que é relevante na nova era do comércio eletrônico?

Os usuários/consumidores estão se tornando mais exigentes, então a oportunidade de crescimento para o e-commerce também é mais ampla.

É neste contexto que o termo full commerce se torna relevante, pois é uma solução integral de comércio que se encarrega de todos os serviços de que uma marca necessita para operar o processo de vendas e se posicionar no mundo digital, mantendo todos os seus canais integrados entre si. Isso permite que a atenção e os esforços do empreendedor se concentrem em um único foco.

full commerce

Qual é a importância do Full Commerce?

Há uma série de fatores que podem levar seu negócio digital à ruína, entre eles pode desconhecimento, má alocação de recursos, publicidade inadequada ou não objetiva, bem como a estimativa de orçamento incorreta. 

Por isso, quando o próprio idealizador de um negócio virtual não conta com  tempo ou o conhecimento necessário, uma boa alternativa é adotar um modelo Full Commerce. Em seu lugar, uma equipe de profissionais seguirá todas as etapas necessárias para potencializar o negócio, bem como as tarefas necessárias para a gestão de sua loja on-line

Com um time de especialistas gerenciando as tarefas do dia a dia, o dono do negócio pode dedicar mais tempo ao desenvolvimento de outros projetos para sua empresa, bem como focar em questões práticas e estratégicas que exigem sua dedicação. 

Além disso, abre uma porta para pessoas que têm expertise em uma área específica, mas não têm habilidades com o universo on-line possam participar desse novo mercado, com iguais chances de prosperar que um indivíduo que já tenha uma formação mais voltada para o digital. 

Dicas para empresas implementarem o fullcommerce

1- Escolha da plataforma de comércio eletrônico, dando preferência àquelas do tipo SaaS (Software as a Service)  e PaaS (Platform as a Service) que permite reduzir tempo e recursos em tarefas relacionadas com a implementação e suporte de software e infraestrutura de segurança, conseguindo que se preste mais atenção à parte estratégica do negócio.

Esses modelos de software hospedados na nuvem permitem que uma empresa realize diversas tarefas administrativas virtualmente, de qualquer dispositivo e assim tenha mais tempo livre para sua equipe realizar outras tarefas. Além disso, os custos serão menores, pois não é necessário investir em infraestrutura.

2- Foco no consumidor final. Ao escolher seu prestador, lembre-se que é muito importante ter um time que entende a importância do usuário da plataforma em todo o processo.  Com um sistema contínuo de métricas, é possível desenvolver uma visão única e transversal do cliente, o que facilita o conhecimento do relacionamento com quem se interessa pela marca. 

Com esse tipo de informação, é possível  gerar maior valor agregado aos produtos ou serviços oferecidos no site, estabelecer uma relação de confiança, gerenciar melhor as entregas e garantir uma melhor experiência de compra, que influenciará na fidelização dos usuários.

A oportunidade adicional de crescimento do comércio eletrônico na América Latina ainda é muito grande e as empresas devem aproveitar essa tendência para continuar registrando aumento em suas vendas; apoiados por tecnologias e profissionais que podem orientá-los a alcançar o sucesso em seus negócios.

Um fator essencial para qualquer negócio: rapidez e confiabilidade nas entregas.

A empresa que terceiriza a administração de seu negócio também precisa investir em uma logística eficiente e de qualidade ou contar com parceiros que sejam realmente confiáveis. 

A etapa da separação e entrega dos produtos é fundamental para integrar a experiência do cliente e permite atender às suas necessidades com rapidez e excelência desde o momento do clique para a compra até a entrega.

Com uma ótima experiência para os consumidores, a consequência é sua fidelização, bem como a recomendação dos produtos ou serviços a outros potenciais clientes. 

Ainda não tem uma solução para o gerenciamento do transporte de suas encomendas? Conheça agora mesmo o TMS SaaS da Drivin clicando aqui.

Ainda não tem uma solução para o gerenciamento do transporte de suas encomendas? Conheça agora mesmo o TMS SaaS da Drivin clicando aqui.

Content Specialist

Write A Comment