Funcionalidades

Logística elástica e suas infinitas possibilidades

A logística elástica é um modelo de gestão de logística que se adapta às necessidades do mercado. Em outras palavras, os recursos que são utilizados nas operações e o gerenciamento de estoque é flexível e se adequa à demanda  Com isso, é possível reduzir custos e evitar desperdícios. 

O conceito de logística elástica corresponde à capacidade de ser ágil e flexível diante das mudanças nas demandas da Cadeia de Suprimentos nos tempos modernos. Quem trabalha diretamente ou indiretamente com supply chain sabe o quanto o setor tem mudado vertiginosamente nos últimos anos. 

Acontece que a forma como se faz a movimentação de mercadorias e de serviços é afetada pela maneira como se comporta o mercado, as relações de compra e venda e a própria sociedade. 

E na medida em que comportamento das pessoas tem se transformado de forma acelerada, impulsionada pela transformação digital, a logística vem aprimorando o seu olhar e suas técnicas de modo cada vez mais veloz. 

Antes, uma pessoa que realizava uma encomenda poderia esperar semanas ou mesmo meses para que ela chegasse e até considerava esse tempo de espera normal. Hoje, em especial nas grandes cidades, não é mais assim. 

O cliente quer comprar e receber rapidamente seus móveis, sua comida, aquele carvão que faltou para o churrasco.

Neste mundo novo é possível observar o crescimento de um mercado que atende sob-demanda e que tem suas prioridades que se alteram de um momento para outro. 

A introdução de outros canais de comunicação com os clientes e variação constante têm levado as empresas a tornarem os seus sistemas logísticos mais flexíveis, adaptando-se às necessidades para serem mais competitivos.

E é por isso que os gestores precisam ter um olhar cada vez mais atento para lidar com uma nova logística que precisa ser ao mesmo tempo robusta e confiável, mas não resistente demais, para não quebrar: uma logística elástica

Imprevisibilidade da demanda e logística elástica 

Você já ouviu falar em fidget spinner? É um brinquedo giratório, que parece uma espécie de pião moderno, que se tornou uma sensação de vendas em 2017! 

O aumento repentino de procura pelo produto, que figurou entre os 20 brinquedos mais vendidos da Amazon, pegou o mundo todo de surpresa. 

Naquela ocasião, aqueles que contavam com operações equipadas com inteligência artificial preditiva, como aconteceu com algumas famosas cadeias de suprimentos globais, puderam lidar com maior facilidade com o súbito aumento da demanda.

logística elástica
Imagem: Freepik

Esse é um exemplo de como os modelos de negócios tradicionais podem ser sobrecarregados pela imprevisibilidade na demanda e na oferta — e mostra como as empresas devem estar preparadas para expandir ou reduzir rapidamente suas capacidades a qualquer momento. 

Outro caso mais recente também movimentou o mundo logístico: a pandemia de Covid-19. Além do aumento da demanda pelos pedidos on-line e crescimento do e-commerce, houve a movimentação inesperada de outros mercados e setores da economia

A repentina busca por determinados tipos de medicamentos, vitaminas, insumos, equipamentos de proteção e até itens como borrifadores e álcool em gel 70 inundaram a indústria.

No começo, não havia produção suficiente para atender a uma procura tão repentina e as prateleiras dos supermercados começaram a esvaziar, além disso, havia ausência de produtos para compra nos sites.

Neste caso, havia um novo tipo de necessidade: o que era prioritário?  E como fazer esse trânsito de materiais ser eficiente mesmo em momentos de emergência e racionalização de certos materiais e produtos? A logística elástica era uma questão de sobrevivência, em alguns casos. 

Um dos setores mais afetados neste contexto pandêmico foi o farmacêutico. De acordo com Eduardo Chaves, gestor de logística, em seu artigo para Revista Logística Moderna os pontos a seguir estão entre os que exigiram o maior nível de elasticidade naquele setor:

  •         Alteração dos prazos de entrega.
  •         Alteração da local de entrega
  •         Alteração total ou parcial dos produtos a serem entregues. 
  •         Anulação total ou parcial da encomenda.
  •         Alteração das condições de acondicionamento dos itens. 

I am text block. Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

PENSE BEM: Você já parou para avaliar se sua logística é elástica, ou seja, se adapta bem até em momentos de alta ou baixa demanda, bem como em momentos de crise econômica, política ou sanitária? Você tem informações suficientes para agir com rapidez e clareza em qualquer tipo de cenário e manter sua operação eficiente? 

TMS e logística elástica 

Para introduzir elasticidade em suas operações, as empresas de logística estão adotando sistemas de gerenciamento de transporte (TMS) para administrar melhor e otimizar suas entregas. 

Um TMS SaaS permite que as empresas forneçam os serviços de entrega rápidos e sob demanda, da forma que os clientes esperam.  Com um software 4.0 como Drivin, por exemplo, é possível refazer planos de forma rápida e de acordo com a demanda. 

Isso acontece devido às funções modulares e customizáveis do sistema, que permitem uma grande flexibilidade, de acordo com a solução escolhida.

Este tipo de elasticidade também inclui a capacidade de prever riscos, custos e demandas por meio da análise de dados.

Com os avanços em Inteligência Artificial (IA), o TMS SaaS emprega tecnologias preditivas em suas funções analíticas, o que ajuda as empresas a monitorar e evitar flutuações. É possível compreender que tipos de recursos e veículos são necessários, realizando um melhor aproveitamento do tempo, dos profissionais envolvidos e da frota disponível. 

Torne sua operação mais elástica com um software inteligente!

Com Drivin sua operação logística estará preparada para fazer rotas mais eficientes, analisar os melhores caminhos e gerar dados preciosos para lidar com todo tipo de cenário!

Peça agora sua demonstração gratuita. 

Content Specialist