Logística de última milha

Como organizar e automatizar o controle de expedição?

O desafio de muitos gestores é ter total controle de expedição de mercadorias da empresa. Quando se fala em organizar e automatizar esse controle, logo vem à cabeça os altos recursos financeiros necessários para isso.

É muito importante que o setor funcione de forma estratégica e otimizada, gerando mais agilidade e qualidade na prestação de serviço. Por outro lado, muitos gestores não sabem o que fazer para atender todas as demandas e administrar tantos produtos.


O que é controle de expedição?

O controle de expedição consiste em garantir o cumprimento dos prazos das entregas das mercadorias. Esses prazos são geralmente acordados entre o departamento de vendas e os clientes. O fluxo da área está relacionado aos processos que incluem entrega, separação, montagem, faturamento e transporte. 

Tais processos fazem parte da cadeia de suprimentos. Devem estar integrados e precisam ser bem gerenciados para o sucesso do negócio. Por isso, com um bom controle de expedição, é possível facilitar a logística e a armazenagem das mercadorias. Descubra como fazer isso a seguir.


Vantagens

A organização e a automatização do controle de expedição são muito importantes. Elas permitem identificar inúmeros problemas que afetam a cadeia logística da empresa – atrasando os pedidos e a qualidade das entregas. Outras vantagens que a solução apresenta são:

  • Identificar gargalos para corrigi-los com antecedência.
  • Garantir o cumprimento dos prazos.
  • Ter visão estratégica do andamento dos processos da área.
  • Suspender entregas em caso de inadimplência do cliente.


Como organizar e automatizar o controle de expedição?


1.Faça o mapeamento e desenhe os processos de expedição

Sabe qual é o primeiro passo para conseguir organizar e automatizar o controle de expedição? Entender como funciona cada processo e desenhá-los para ter uma visão mais ampla do fluxo. Dominar as etapas de controle, armazenagem e expedição de produtos é fundamental para melhorar a cadeia logística.

Também é importante que os colaboradores tenham conhecimento sobre o propósito da área e sobre sua importância na expedição. Assim, evitam-se gaps e gargalos do setor. Aliás, criar um fluxo para o próprio negócio não é uma tarefa simples, mas não é impossível.


2. Otimize os processos

Desenhados todos os processos, você tem uma visão melhor de tudo o que acontece na cadeia logística. Com isso, pode verificar onde estão os gargalos e otimizar as atividades, impulsionando a produtividade do setor.

Além disso, é possível reduzir custos na central logística utilizando softwares de gestão. 


3. Faça benchmarking

Entender como o mercado está agindo em determinados processos é muito interessante. Olhe para o seu negócio e veja onde há necessidade de melhorar o controle de expedição.

Com o benchmarking, é possível levar suas experiências positivas e negativas para outras empresas. Você também pode trazer consigo novos processos, ferramentas e formatos diferentes para executar as demandas do seu negócio. A troca de experiência sempre vai ser um passo à frente em direção ao sucesso da empresa.


4. Faça inventários periódicos

Erros são muito comuns, até mesmo em empresas com uma estrutura bem planejada e definida. Por isso, fazer inventário periódicos ajuda a minimizar possíveis erros ou diferenças na contagem do estoque. Afinal, nem sempre o que está no sistema condiz com o que seu inventário aponta. 


5. Automatize o controle de expedição e de estoque

Um bom processo de automatização permite que o controle de expedição mantenha o estoque bem alinhado. Com um sistema, é possível analisar os dados das vendas dos últimos meses. Assim, dá para calcular automaticamente a demanda de cada produto do estoque, garantindo mais eficiência nos processos de logística.

Isso garante que as quantidades máxima e mínima das mercadorias estejam sempre atualizadas, evitando furos de estoque.


6. Invista em roteirização

Softwares de roteirização como a Driv.in contribuem efetivamente para a qualidade dos serviços prestados no seu setor de logística. Com a ferramenta, é possível controlar as rotas realizadas pelos veículos responsáveis pelas entregas de mercadorias da sua empresa.

Também é possível:

  • economizar combustível;
  • otimizar o tempo;
  • visualizar o roteiro e controlar a carga horária dos motoristas;
  • garantir a saúde e o bem-estar do colaborador durante o serviço.

Que tal acompanhar mais dicas como esta? Confira nosso blog!

Alvaro é Engenheiro Comercial. Atualmente atua como o Head da Drivin no Brasil, empresa que oferece uma solução logística SaaS, que permite fazer um planejamento logístico inteligente para empresas com operações de entrega de produtos, impactando diretamente na melhoria no nível de serviço entregue aos clientes e redução dos custos com transporte.